Índice

Nos dias atuais, a tecnologia tem oferecido métodos bastante eficazes quando o assunto é a busca por uma educação corporativa eficiente, com foco no desenvolvimento, treinamento e capacitação dos colaboradores. Entre eles, está a gamification ou gamificação, que se trata de uma estratégia interessante em que são utilizadas dinâmicas de jogos para estimular a equipe a melhorar o aprendizado e desenvolver habilidades necessárias para a execução das atividades empresariais.

Entre suas finalidades, está a de motivar o processo de conhecimento por meio de ações mais dinâmicas, mas sem a separação entre teoria e prática. E, é essa ideia que vem fazendo com que cada vez mais empresas adotem a gamification como forma de conquistar maior envolvimento dos funcionários em seus projetos, objetivos e metas.

Pensando nisso, elaboramos este material completo para mostrar o que é a gamificação, seus princípios, benefícios, como deve ser implementada na empresa e demais informações relevantes sobre o assunto. Confira!

O que é gamification?

Trata-se de um termo desenvolvido pelo programador britânico Nick Pelling, que criou uma série de jogos para serem aplicados em um projeto de educação por intermédio do computador.

Em tese, gamificar quer dizer aplicar as lógicas e as mecânicas dos jogos em situações distintas, como ambientes corporativos, lazer, escolas e demais, com o intuito de engajar pessoas a buscar pelas melhores soluções e atingir seus propósitos. 

Além da atratividade das mecânicas de jogos como desafios, recompensar por medalhas, pontos, liderança e demais benefícios, a gamification explora também o interesse pelo caminho que os participantes devem passar empregando esses elementos.

Dessa forma, é uma metodologia que tem sido bastante empregada em empresas, na educação, marketing e, principalmente, na gestão de pessoas e desenvolvimento empresarial, já que a organização pode usar a técnica nos mais variados contextos, seja para motivar os funcionários a executarem suas funções de forma mais prazerosa, estimular o interesse pelos conteúdos propostos nos treinamentos etc.

Gamification na educação corporativa

A gamification na educação corporativa tem o objetivo de usar estratégias que utilizam os jogos e temas lúdicos, com o fito de promover a motivação dos membros da equipe, a interação, competitividade e enriquecer temas que envolvem as tarefas presentes na rotina da organização. A ideia de avanços e recompensas são aspectos relevantes para engajar os trabalhadores a cumprir suas atividades com motivação.

Entre seus diferenciais está a possibilidade de envolver pessoas de todas as faixas etárias, respeitando as particularidades de cada uma, considerando que as inovações tecnológicas ajudam a reter a atenção dos mais jovens, além de atualizar o conhecimento e experiência dos colaboradores mais antigos, de forma divertida e leve.

Função da gamification no ambiente corporativo

A gamification quando implementada no ambiente empresarial, pode ser usada com várias finalidades, por exemplo:

  • integrar novos colaboradores;
  • estimular a criatividade e solução de problemas;
  • treinar equipes;
  • motivar os funcionários no cumprimento de metas;
  • reciclar e atualizar o conhecimento de produtos ou serviços disponibilizados pelo negócio;
  • desenvolver habilidades e competências, entre outros.

Mensurar os resultados por meio dos números, comportamento e engajamento do time também é importante, já que é por meio dessas respostas é que será criado um plano efetivo com foco em constantes melhorias.

Como se diferencia de jogos?

Gamificar não quer dizer desenvolver um jogo com o intuito de educação, nem apenas distribuir medalhas, pontos ou outro tipo de recompensa por obtenção de resultados. Por esse motivo, existe uma diferença importante entre implementar um game para transmitir conhecimento e incorporar itens de jogos aos treinamentos.

Afinal, criar um ambiente gamificado é usar elementos de games para constituir uma narrativa dinâmica e instigante, que realmente engaje o participante. Então, para as organizações que estão identificando que seus funcionários estão desestimulados, com queda de produtividade e pouco engajamento nos processos de capacitação e treinamento, talvez seja o momento ideal de inserir esse método com a finalidade de mudar esse tipo de comportamento.

Quais os principais fundamentos?

A gamification parte do entendimento de se pensar e agir como em um jogo, contudo, em um cenário real. Sendo assim, é formada por quatro princípios que têm como fundamento os jogos, estéticas, mecânica e no pensamento como em jogos. No entanto, com foco na motivação dos colaboradores, no aprendizado e solução de problemas. Veja a seguir quais são!

Criação de um sistema estimulante

O embasamento em jogos está fundamentado no desenvolvimento de um ambiente ou sistema em que os usuários queiram investir seu tempo, atenção e energia. Dessa forma, busca o favorecimento da motivação das pessoas em desafios abstratos, estabelecidos por regras e que apresentem feedbacks e interatividade, gerando respostas quantificáveis e que levem às reações emocionais.

Mecânica de regras cruciais aplicadas ao processo

As mecânicas representam blocos de regras fundamentais e usadas no processo de gamification. Esses elementos por si só não são suficientes para transformar uma experiência em algo totalmente engajador, mas contribuem consideravelmente para isso.

Estética

A estética retrata o olhar e o sentir da experiência, que são itens cruciais na estratégia. Isso porque, compreende a forma como a metodologia é esteticamente percebida pelo usuário.

Pensamento

O pensamento, da mesma forma que acontece em um jogo, é um dos critérios mais relevantes quando o assunto é a gamification. Afinal, se trata da ideia de converter uma tarefa cansativa e monótona em uma tarefa motivadora e legal de executar por meio da aplicação de elementos como: cooperação, competição, narrativa e exploração. Isso compõem um gerenciador de fatos virtuais que geram insights em contextos no mundo real.

Quais os benefícios da gamificação na educação corporativa?

Diversas vantagens podem ser obtidas com a gamification, principalmente quando falamos de desenvolvimento humano e organizacional. Por isso, ela deve ser vista como uma parceira importante nos processos de educação corporativa e demais ações executadas pelo setor de RH.

Além de propósitos determinados que cada treinamento apresenta, existem diversos outros ganhos, como de competências e habilidades para solucionar problemas, apresentar ideais, tomar decisões e demais práticas relevantes para o sucesso do negócio. Confira os principais benefícios da gamificação.

Estratégias de longa duração

Vamos começar com um exemplo: uma palestra, por melhor que ela possa ser, fará efeito apenas nos primeiros dias subsequentes ao treinamento. Após um prazo, a tendência é que o conteúdo aplicado seja esquecido, até que pouca coisa seja aplicada na rotina da empresa.

Com uma plataforma gamificada e acessível para todos os funcionários da empresa, será possível realizar atualizações periódicas do conhecimento. Isso leva a uma absorção gradativa dos assuntos, o que assegura um maior aprendizado e aplicação por parte de todos os envolvidos.

Capacidade de antecipar situações reais

A gamification permite que os colaboradores vivam em jogos as situações reais do dia a dia. Dessa forma, a equipe será capaz de antecipar problemas e desenvolver as medidas apropriadas para que situações inesperadas sejam resolvidas de forma eficiente.

Processos quantificáveis

As finalidades inseridas em uma plataforma gamificada serão quantificados, o que viabiliza que todos os dados serão transformados em números. Isso é necessário para apresentar aos gestores quais são os setores em maior aprimoramento e crescimento, e quais precisam de maiores cuidados e atenção. Além disso, os relatórios gerados são fontes úteis para reuniões com a liderança, apresentando a eficácia dos treinamentos.

Metodologia moderna

Os usuários vão se familiarizando com o uso da tecnologia em suas rotinas, o que aproxima a equipe das atividades de treinamento corporativo, superando alguns desafios e modernizando o processo de aprendizagem.

Gestão de RH e desenvolvimento de pessoas

Esse método serve, também, para acompanhar de forma individual o desenvolvimento de cada funcionário. Para quem não sabe o motivo de gamificar os treinamentos, talvez seja um bom motivo o simples fato de que as ferramentas usadas geram uma base de dados precisa e métrica para a avaliação das atividades e desempenho do time.

Tempo de aprendizado otimizado

É importante considerar que cada usuário tem um perfil e um tempo diferente para absorver os conteúdos, aprender e evoluir para os próximos passos do processo de conhecimento. Essa é mais uma vantagem da gamificação, que respeita esse tempo e garante que o funcionário aprenda a base antes de ser inserido em uma etapa superior.

Desse jeito, cada profissional vai depender somente de si mesmo para progredir, além de eliminar problemas que acontecem quando uma pessoa tem mais facilidades para aprender, e acaba sendo obrigado a ensinar os demais, levando a um acúmulo de atividades e redução da produtividade.

Metodologia ativa

Um jogo sempre requer proatividade dos usuários. Nessa dinâmica, os participantes devem ter uma ação mais ativa nos treinamentos, se tornando os reais protagonistas no processo de aprendizagem e desenvolvimento e, não apenas meros ouvintes.

Aplicação em várias plataformas

A gamification pode ser aplicada das mais variadas formas, por exemplo, por meio de plataformas LMS criadas de forma personalizada para cada organização. Treinamentos corporativos com essa metodologia utilizam também os seguintes recursos: áudio, vídeos, infográficos, palestras, EAD, entre outros. Essas ferramentas são fundamentais para garantir que a equipe receba e retenha as informações repassadas.

Fortalecimento do conhecimento

Todos os assuntos aprendidos por intermédio de estímulos lúdicos se tornam mais fáceis de serem gravados na memória. Isso colabora para que os profissionais consigam aplicar seus aprendizados no dia a dia da melhor forma possível.

Simples adaptação e combinação com outras estratégias

O método de gamificação não é rígido e definitivo, por isso, os responsáveis pelo treinamento podem buscar outras formas de alcançar um objetivo e atingir metas. Além disso, a empresa pode aliar o processo com outras estratégias de gestão, já que é altamente versátil, podendo ser aplicada tanto para propósitos a curto, médio e longo prazo, quanto para tarefas pontuais.

Motivação da equipe

Os jogos estimulam de forma natural a curiosidade e atenção dos participantes, o que é fundamental para a motivação dos membros do time para realizarem as tarefas que terão impactos positivos em seu dia a dia, o que aumenta de maneira considerável o engajamento.

Utilização de dados para controle de objetivos

Com a gamificação é possível ter dados seguros, avaliando como cada participante se comporta durante os jogos, o que viabiliza a definição do comportamento padrão dele. O mais importante é que essas informações poderão ser usadas como forma de posicionar os colaboradores na função que esteja mais bem-alinhada com as particularidades de cada um.

Versatilidade em sua aplicação

A gamificação pode ser usada em qualquer ramo de atuação da empresa, já que o que está em jogo é o alcance de um objeto, e sempre existirá uma forma de transformar as perspectivas do negócio nesse tipo de estratégia.

Isso ocorre pelo fato de não se tratar de um conceito predefinido. Então, cada organização tem a sua própria maneira de inserir as ações de gamificação, com diferentes recursos que podem ser usados de forma diversificada em cada departamento.

Isso significa que a empresa tem total liberdade para dar forma a metodologia da forma que entender melhor, considerando suas expectativas e plano de expansão da companhia. Ou seja, é criada para a marca.

Rápido feedback

Contar com um feedback confiável e preciso nas práticas de educação corporativa é um desafio a ser superado pela organização. Contudo, por meio da aplicação da gamificação esse pode não ser mais uma preocupação. Afinal, esse tipo de ambiente possibilita um gerenciamento rápido de dados, com relatórios personalizados gerados em tempo real, onde são apresentados de forma minuciosa os detalhes das interações e performance de todos os usuários. 

Mensuração do sucesso

A parceria entre a educação corporativa e a gamificação também gera uma mensuração de resultados mais acertada da empresa que disponibiliza o treinamento, o que simplifica o gerenciamento de talentos e a identificação dos pontos fortes e fracos de cada participante. Isso ocorre porque, no ambiente de jogo, é mais fácil verificar como cada indivíduo reage a determinados elogios ou frustrações, dados valiosos para o setor de RH.

Essas informações também são importantes para os colaboradores, levando em conta que a gamification possibilita que eles possam se conhecer melhor, aprimorar nas áreas em que apresentam fraquezas enquanto exploram suas qualidades com mais força.

Como colocar em prática os treinamentos?

Implementar plataformas gamificadas nas ações de educação corporativa não é uma tarefa tão complexa. Nesse caso, antes de tudo é preciso estabelecer os objetivos da estratégia e conhecer qual será o público-alvo, já que sem essas informações iniciais não é possível desenvolver uma prática que realmente motive os colaboradores e alcance os resultados desejados.

Para isso, é importante fazer uma pesquisa com a equipe para verificar as necessidades e expectativas, além do quanto eles estão familiarizados com jogos. Isso vai contribuir para o planejamento de uma dinâmica que utilize essa aproximação para promover a atenção dos usuários.

Depois disso, é a hora de desenvolver a plataforma gamificada, o que requer contar com empresas especializadas nesse tipo de serviço como aliadas, que vão colaborar com a realização de um estudo completo com os participantes e averiguar os objetivos propostos para criar uma dinâmica eficiente e que realmente atenda às necessidades da organização e desperte a motivação da equipe.

Essa empresa tem um maior conhecimento sobre quais elementos inserir para tornar o processo mais lúdico e dinâmico, sem tirar o foco dos conteúdos a serem repassados e assuntos a serem aprendidos. Isso permite incentivar as mudanças de hábitos e comportamentos dos profissionais. Além disso, ela tem experiência com a tecnologia adequada para colocar o plano em prática e torná-lo real em uma plataforma eficaz, intuitiva e atraente.

Dessa forma, tanto as fases de planejamento e execução da metodologia ficarão mais práticas, o que simplifica a rotina do setor de R e aprimora os resultados do treinamento corporativo.

Ao apostar na gamificação, esse trabalho em conjunto ainda vai ajudar o RH a mensurar o progresso dos participantes, identificando pontos de melhoria na ferramenta para que ela se torne cada vez mais sólida e engajadora.

Outra forma de uso da gamificação como educação empresarial, é como programa de integração, ajudando da inserção do recém-admitido e seu alinhamento à cultura, normas, missão e valores da empresa, tudo de forma divertida, leve e imersiva, quebrando os medos e nervosismos dos novatos.

Assim, é possível estruturar o plano de inserção da gamificação nos treinamentos corporativos da seguinte forma:

  • estabelecer os objetivos do treinamento e métricas de desempenho;
  • visualizar o mercado e fazer um benchmarking;
  • realizar pesquisas para identificar o que motiva os colaboradores;
  • analisar a viabilidade de gamificação no curso;
  • desenvolver a mecânica do método, como medalhas, pontuação, ranking, entre outros;
  • averiguar forma de fazer a implementação com redução de custos com manutenção e atualização da ferramenta usada;
  • realizar ajustes com base nos insights dos usuários e aplicadores.

Além disso, existem alguns podem que não podem faltar na inserção da gamificação na educação corporativa para que os colaboradores se sintam valorizados e recompensados e assegurar a efetividade do processo, como:

  • abrir espaço para feedbacks dos participantes;
  • definir regras e objetivos claros;
  • incentivar as relações interpessoais;
  • envolver os profissionais durante os jogos;
  • desenvolver um design centrado nos usuários, com layout de fácil uso e simples;
  • inserir desafios e recompensas para cada fase superada;
  • oferecer autonomia ao funcionário para se empenhar nas metas sem perceber que está sendo conduzido em seu processo de conhecimento;
  • promover uma competição saudável entre os integrantes da equipe;
  • estimular o compartilhamento de conhecimento, experiências e conquistas obtidas ao longo dos treinamentos;
  • oferecer espaço para os usuários customizarem o perfil;
  • montar um ranking de conquistas em destaque na página inicial do programa.

Quais as melhores ferramentas?

O dinamismo que as metodologias que abrangem jogos trazem para o processo de aprendizagem e engajamento dos profissionais é bastante considerável. As chances de recompensar, reconhecer e premiar geram estímulo e competitividade sadia, tendo em vista que todos sairão ganhando.

Nesse caso, a equipe ganha por adquirir novos conhecimento e terem seus esforços valorizados, e a organização ganha por contar com colaboradores mais qualificados e capacitados, o que aumenta as possibilidades de aprimorar de forma contínua o desenvolvimento e produtividade no ambiente laboral.

Nesse caso, as ferramentas adequadas precisam ser eficazes, preparadas para atribuir pontos, gerar rankings e premiar os usuários. Sem essas funções, não é possível implementar a gamification.

Por esse motivo, a importância de contar com plataformas que realmente estejam preparadas para receber estratégias e conteúdos gamificados originalmente dentro do software, colaborando, dessa forma, para a elevação do engajamento e motivação dos participantes e suas respectivas adesões ao planejamento dos treinos a serem desenvolvidos.

Como uma plataforma gamificada pode ajudar?

Adotar a gamificação é uma maneira acertada de aperfeiçoar a performance dos colaboradores por intermédio de mecânicas de jogos e, com isso, alavancar a produtividade.

Mas é na educação corporativa, na capacitação da equipe, que os melhores resultados da estratégia surgem. Isso ocorre pelo fato de que, como já foi falado, inserir itens de jogos na rotina dos indivíduos aumenta a recepção em relação às suas atividades, inserindo o envolvimento com o processo de aprendizagem. 

Nos casos em que a gamificação é aplicada nos ambientes virtuais, uma plataforma LMS eficiente gera ganhos surpreendentes, já que esse cenário permite o uso de forma mais efetiva do método, o que é importante para manter o funcionário interessado, além da emissão de feedbacks imediatos após cada desafio superado, possibilidade de acompanhamento do progresso, ranking e demais.

Uma prática que pode ser adotada é dividir os assuntos do treinamento em níveis a serem cumpridos e aplicar um exercício final, ou disponibilizar recompensas divertidas ao final de cada tarefa, por exemplo, medalhas.

Por que o MicroPower Performa é a melhor opção?

O MicroPower Performa é uma plataforma de Treinamento, Desenvolvimento e Gestão de Desempenho totalmente eficiente, indicado para executar a gestão de pessoas de maneira integrada, com funcionalidades que vão além da tradicional plataforma LMS (Learning Management System).

Seus benefícios estão ligados às melhores práticas e tendências do mercado, com a finalidade de colaborar com as empresas nos processos de treinamento e desenvolvimento de suas equipes.

Também viabiliza o engajamento por meio de uma plataforma gamificada, que disponibiliza recursos de gamification em sua estratégia de capacitação e treinamento, aplicando os mecanismos de jogos, como badges, rankings, resgate dos pontos conquistados e demais opções.

Como pode perceber, a gamification é uma estratégia que pode gerar resultados bastante atrativos quando o assunto é a aplicação de conteúdos relevantes e estimulantes para propor um processo de aprendizagem, treinamento e capacitação altamente eficaz para os colaboradores.

Para que isso ocorra, é importante contar com uma ferramenta personalizada, adaptativa e que apresente todos os recursos adequados e suporte necessário para o bom funcionamento da gamificação, como o MicroPower Performa.

Quer conhecer melhor a nossa solução e como suas funções podem contribuir nesse processo? Então, fale conosco para esclarecer todas as suas dúvidas!

Gamificação nas empresas: Tudo o que você deve saber sobre o assunto
banner-asset-gamificacao