O feedback é a melhor maneira de saber se o nosso empenho está surtindo resultados positivos ou se é melhor mudar de postura: trata-se de uma avaliação dos esforços de determinada pessoa ou atividade. Assim, é preciso que isso seja visto como uma crítica construtiva. Afinal, como saber se os seus esforços estão valendo a pena se não há uma resposta disso?

Apesar disso, muitos encaram o hábito de receber ou fornecer feedbacks aos funcionários de forma negativa. A explicação para isso pode ser o fato de que muitos gestores possuem um déficit em habilidades sociais e não consegue passar um feedback de forma tão assertiva. Um passo importante para reverter isso é entender a importância de fornecer feedback para os funcionários.

Então, quer aprender como dar feedbacks de modo assertivo e qual a importância dessa prática? Continue a leitura e descubra!

Importância de dar feedbacks para os funcionários

Os feedbacks costumam ser construtivos – desde que você saiba como fornecê-los – e pode ser a chave para o crescimento da sua equipe e consequentemente, da sua empresa.

Aprendizado gerado

Afinal de contas, trata-se de uma medida para promover mudanças positivas ao fazer com que os colaboradores entendam os porquês de um desempenho não tão alto e passem a mudar de postura.

Conflitos reduzidos

Um feedback mal executado pode tornar a relação de líderes e equipes bastante nociva e instalar um conflito. Quando você aprender a fazer isso de maneira mais adequada, a tendência é que os profissionais passem a lidar com a crítica de forma mais racional e não emocional.

Colaboradores motivados

A motivação é uma das chances para a produtividade. No caso de um feedback bem elaborado, mas ainda assim negativo, como as pessoas precisam manter seu emprego e ainda continuar seu plano de carreira, é possível que haja uma evolução no desempenho de cada colaborador.

Como dar feedbacks para os funcionários?

Agora que você percebeu a importância de dar feedbacks para os funcionários de forma adequada. Confira nossas dicas para atingir esse objetivo.

1. Planeje sua fala com antecedência

É comum que ocorram falas inadequadas em um momento sensível. Assim, planeje sua fala com antecedência.

2. Estimule a reflexão

Questione o que o colaborador faria de diferente se pudesse e como a empresa poderia ajudar nisso. É importante estimular a reflexão.

3. Seja direto e tenha foco

Evite transformar o feedback em um discurso e foque no diálogo sobre o desempenho do colaborador para que ele entenda claramente o ponto de vista do avaliador.

4. Seja breve

Para evitar o desfoque, é preciso que você seja breve também fuja de avaliações genéricas. O objetivo principal é pontual e buscar melhorias.

5. Dê exemplos

Contribua com exemplos e ideias de ações ou profissionais bem-sucedidos na empresa para construir seu feedback.

6. Estabeleça metas

A reunião final deve ter um plano estabelecido com metas para melhoria do desempenho do profissional.

7. Não leve para o lado pessoal

Jamais faça críticas pessoais: foque no trabalho e lembre-se de ser um líder durante o feedback. Afinal, você não quer destruir a autoconfiança de ninguém, mas melhorar o desempenho profissional.

Aprendeu como dar feedbacks aos funcionários e a importância de fazer isso da forma mais adequada possível? Uma empresa só pode ter sucesso se buscar sempre evoluir, e os feedbacks são a principal ferramenta para isso.

Gostou do nosso post? Aproveite para compartilhar um comentário conosco e com os demais leitores sobre o que achou do assunto!