Já pensou na quantidade de dados que uma empresa gera diariamente? E, o mais importante, como administrar com destreza todo esse conhecimento? Vivemos em tempos de ampla concorrência de mercado, em que a tecnologia avança cada dia mais e as inovações são constantes. Nesse contexto, a gestão do conhecimento é fundamental para o crescimento e o sucesso de qualquer negócio.

A prática dessa gestão envolve uma cultura de investimento no intelecto do capital humano, já que os colaboradores têm capacidade de absorver os conhecimentos mais preciosos e indispensáveis para gerar os melhores resultados. Eles são capazes de otimizar processos, encontrar as melhores estratégias, identificar e solucionar problemas. As ferramentas de trabalho também são muito importantes, mas não têm valor sem um bom profissional que saiba utilizá-las e potencializar as suas funções.

Pensando nisso, fizemos este post para que você entenda o conceito, o objetivo e a importância da gestão do conhecimento, quais as suas vantagens e como implementá-la de forma eficiente no seu negócio. Boa leitura!

O que é a gestão do conhecimento e qual seu principal objetivo?

O termo gestão do conhecimento provém do inglês knowledge management e surgiu no final do século XX. Hoje, esse conceito já é bastante disseminado no ambiente corporativo e vem ganhando cada vez mais notoriedade e adeptos. Afinal, em uma sociedade na qual o conhecimento é tão almejado e reconhecido, é inviável tentar implantar melhorias sem considerar investir nesse quesito.

Trata-se de um conjunto de estratégias e processos que tem como principal objetivo criar, usar, gerenciar e compartilhar conhecimentos, dados e informações relevantes para a empresa de forma eficiente e vantajosa. Ou seja, é uma maneira de estimular o crescimento, trocar vivências, buscar e empregar corretamente os aprendizados adquiridos pelos colaboradores de toda a organização.

Dessa forma, as pessoas são incentivadas a compartilhar o que sabem, criam um ambiente de trabalho colaborativo em que toda experiência é válida, acessível e aplicável nas atividades diárias. Isso permite que a empresa atinja metas e obtenha resultados expressivos por meio de um ativo indestrutível e que ainda é pouco explorado: o conhecimento coletivo dos colaboradores.

A gestão do conhecimento também direciona o foco da capacitação dos profissionais, já que todo ensinamento absorvido por eles passa a ser de toda a organização e impacta diretamente o seu desempenho. Assim, é possível usar de forma inteligente os dados corporativos e transformá-los em informações úteis, aumentar a eficiência das tomadas de decisão, criar uma rotina organizacional sistemática na qual se aprende a aperfeiçoar os processos constantemente e, por consequência, potencializar de maneira progressiva os resultados da equipe.

Para que seu objetivo seja alcançado de forma satisfatória, a empresa precisa implantar essa gestão na cultura organizacional, investindo no aprendizado e promovendo a evolução constante do intelecto do capital humano, para que possa usufruir dos conhecimentos produzidos por seus profissionais de forma estratégica e eficaz. Nesse processo, é indispensável entender que cada colaborador tem suas próprias habilidades, e um potencial único para aprimorar e agregar valor aos processos da organização.

Após essa compreensão, a empresa poderá proporcionar os treinamentos adequados e que realmente serão eficientes para melhorar o desempenho não só do funcionário, mas de toda a empresa. Isso também influencia diretamente a motivação da equipe no dia a dia de trabalho, que passará a se sentir valorizada e parte importante do todo e, consequentemente, se tornar mais engajada e produtiva.

Portanto, uma empresa que consegue implantar uma boa gestão do conhecimento é capaz de atrair e reter os melhores talentos, evoluir constantemente seus métodos e processos, obter vantagem competitiva e se manter no mercado, acompanhar as inovações e os avanços da tecnologia, ganhar notoriedade de mercado e credibilidade com seus consumidores, agregar valor à sua marca, melhorar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

Quais os pontos mais importantes acerca da gestão do conhecimento?

A gestão do conhecimento tem diversos pontos relevantes que podemos chamar de princípios básicos. Eles são muito importantes e devem ser considerados para que uma empresa possa de fato usufruir dos seus benefícios e obter excelência em seus resultados. A seguir, listamos os principais. Confira!

Educação corporativa

Uma empresa precisa coletar dados e transformá-los em informações úteis para o negócio. Quanto mais, melhor. No entanto, é fundamental saber coletar, organizar e utilizar estrategicamente essas informações. Nesse contexto, a educação corporativa é essencial e pode trazer resultados expressivos se aplicada na gestão do conhecimento.

Esse princípio nada mais é do que estruturar e ensinar os colaboradores sobre as práticas, métodos e posturas a serem adotadas. Essa aprendizagem pode ser por meio de treinamentos, que devem ser escolhidos de acordo com as necessidades e os objetivos da organização.

Aprendizagem organizacional

Na gestão de conhecimento todo processo de aprendizagem em uma empresa deve ser coletivo, sendo este outro ponto de extrema importância. O ambiente de trabalho deve ser favorável para que todos possam absorver o máximo possível de conhecimento, se envolver nas decisões e contribuir para o sucesso do negócio.

Para isso, é preciso muitos progressos, inovações, pesquisas, análises e treinamentos. Quando todos os colaboradores estão dispostos a aprender e ensinar, os processos são otimizados, os erros identificados e as melhores soluções encontradas. A equipe fica mais engajada, motivada, produz mais, com mais qualidade e eficiência.

Inteligência competitiva

Conhecer e acompanhar as tendências de mercado é essencial para uma gestão do conhecimento eficiente. Por isso, a inteligência competitiva é outro dos pontos mais importantes dessa gestão. A partir dela é possível traçar estratégias, analisar os riscos e identificar oportunidades de crescimento.

Todo esse processo envolve a busca por conhecimento que pode agregar valor à empresa e torná-la ainda mais eficiente e competitiva. Trata-se de atualizar os profissionais, métodos e ferramentas, proporcionar treinamentos condizentes com as novas soluções e aderir às inovações que forem convenientes para o negócio.

Gestão de competências

Outro ponto de extrema importância é gerenciar as competências dos colaboradores e identificar as que ainda são necessárias para o crescimento e o sucesso do seu negócio. Afinal, para que a empresa consiga atingir os seus objetivos é imprescindível aperfeiçoar suas habilidades e buscar conhecimento constantemente.

Esse processo deve ser organizado e contínuo, pois novas tendências e inovações surgem diariamente no mercado. Assim, é possível delegar tarefas de forma eficiente e escolher os treinamentos adequados para aperfeiçoar as competências de cada colaborador.

Gestão do capital intelectual

Saber administrar o capital intelectual de todos os colaboradores da organização também é uma prática muito eficiente na gestão do conhecimento. É preciso identificar e compartilhar o que cada integrante da equipe tem na bagagem de aprendizados que será útil para as tomadas de decisão e atividades rotineiras da organização.

Assim, é possível identificar as potências e as fraquezas de cada funcionário, o que pode ser útil e o que pode ser substituído na rotina corporativa, escolher o treinamento adequado, compartilhar experiências e melhorar progressivamente os resultados de toda a empresa.

Gestão da informação

É quase impossível fazer uma boa gestão do conhecimento sem uma gestão da informação eficiente. Isso porque uma é dependente da outra, pois estão relacionadas à estruturação dos dados importantes para a empresa a fim de melhorar os processos e as tomadas de decisão.

A gestão da informação busca, recebe, armazena, torna acessível, mapeia, filtra, analisa, organiza e distribui informações importantes para a empresa. Trata-se de diversas estratégias que objetivam identificar os dados necessários para cada setor e apoiar o desenvolvimento das tarefas do dia a dia corporativo.

Qual a diferença entre gestão do conhecimento formal e informal e microlearning?

Há três principais formas de praticar o aprendizado e absorver os ensinamentos que são relevantes para a empresa. É recomendável que todas elas sejam aplicadas para que o conhecimento da equipe seja completo. Explicaremos a seguir cada forma de conhecimento para que você entenda a diferença. Acompanhe!

Conhecimento formal

Nesse tipo de aprendizagem, o conhecimento é transmitido de forma clara e objetiva por meio de práticas palpáveis e tradicionais, como leitura de algum material, cursos específicos, aulas em espaços físicos e plataformas digitais. É o método mais popular e conhecido, pois é utilizado em faculdades e cursos técnicos, por exemplo.

No âmbito empresarial, esse tipo de aprendizagem permite que as próprias instituições determinem os cursos e treinamentos necessários para capacitar os seus colaboradores de acordo com suas estratégias de negócio, e o tempo da atividade. Algumas das principais e mais eficientes opções são os programas de e-Learning e de aprendizagem em sala de aula virtual e física.

Conhecimento informal

Esse tipo de conhecimento é um pouco mais complexo do que os demais. Isso porque ele abrange as experiências de cada colaborador, sendo um fator subjetivo e que depende da opinião de cada pessoa. É uma forma de adquirir conhecimento através das vivências que são interpretadas de acordo com a compreensão de mundo dos indivíduos.

Comunicação via conferência, webinars, podcasts, redes sociais, visões de outras pessoas, mentoring, action learning e reuniões são alguns exemplos de conhecimento informal. O maior desafio para as empresas é unir esse tipo de conhecimento com os demais de forma que o plano de gestão do conhecimento seja o mais completo e eficiente.

Microlearning

Traduzindo para o português, o microlearning significa pequeno aprendizado. Mas o termo “pequeno” não se refere à qualidade do curso, e sim à duração dos ensinamentos. Ou seja, trata-se de uma forma de aprendizagem de curta duração, de fácil compreensão, com foco único e específico.

É um método de Educação à Distância (EAD) muito eficiente para proporcionar aprendizado em pequenas porções e em menor tempo. O microlearning tem abordagens mais focadas, com conteúdos ricos que podem ser absorvidos com facilidade. Isso é muito útil, pois permite que todos os tópicos acerca de um assunto sejam abordados em prestações e possibilita que a empresa designe seus colaboradores para cada módulo conforme for conveniente para os negócios.

Como a gestão do conhecimento deve ser implantada?

A implantação da gestão do conhecimento não é tão simples. É preciso analisar, ter cautela e adotar diversas medidas para que seja de fato eficiente. Listamos as principais, confira!

Realize um diagnóstico institucional

O primeiro passo é realizar um diagnóstico preciso e detalhado sobre as atividades da organização, para que os pontos fracos e fortes sejam identificados. Assim, é possível constatar o grau de maturidade do negócio e traçar estratégias eficientes para alcançar os seus propósitos.

Para isso, seis fatores deverão ser avaliados, a saber: pessoas, liderança, inovação, processos, tecnologia e resultados, e constatar o quão preparada a empresa está para a implantação da gestão do conhecimento. Também é importante realizar um planejamento e evidenciar a importância dessa gestão para o sucesso da organização. Esse documento poderá servir como parâmetro para mensurar os resultados e também como ferramenta interna para esclarecimentos e iniciativas.

Elabore um planejamento de ações

Como mencionado anteriormente, o planejamento das ações também é outro ponto crucial para fazer uma gestão do conhecimento eficaz. A partir do mapeamento realizado na etapa anterior, é hora de encontrar as melhores estratégias de negócio, definir metas, traçar objetivos, estabelecer os cursos e treinamentos adequados para cada colaborador, identificar e implantar as medidas necessárias em todos os setores.

Estabelecer os responsáveis por realizar cada tarefa e administrar as medidas adotadas também fazem parte desse passo. Todas as ações devem estar alinhadas aos seis fatores do diagnóstico, ou seja, todos eles devem ser analisados e melhorados com as soluções cabíveis.

Realize testes

Com o planejamento pronto, é preciso realizar testes a fim de constatar o que realmente vai funcionar antes de chegar ao projeto final. Trata-se então de uma fase de aprendizagem, em que as ações planejadas serão colocadas em práticas a fim de constatar o que teve bons resultados, e o que não foi satisfatório. Assim, será possível gerar informações relevantes que evidenciarão as medidas que precisam ser substituídas, adaptadas ou mantidas. Isso possibilita aperfeiçoar o planejamento inicial, minimizar os erros e tornar a gestão do conhecimento ainda mais efetiva.

Descubra quais as melhores ferramentas

Outro ponto importante a ser analisado na implantação dessa gestão é descobrir as melhores ferramentas disponíveis no mercado de acordo com as necessidades e propósitos do seu negócio. O avanço da tecnologia trouxe inúmeras facilidades, e saber usufruir delas é fundamental para que a empresa consiga crescer e se manter competitiva. Essa etapa pode otimizar e muito o processo de aprendizagem dos colaboradores, tornando tudo mais simples, acessível, possível e dinâmico.

Adote e difunda boas práticas

Por fim, adote e difunda boas práticas para implantar a gestão do conhecimento de forma satisfatória para o seu negócio. Avaliar os resultados, inovar as estratégias, buscar novas soluções e ferramentas mais eficazes é um processo constante e deve fazer parte da cultura organizacional. Ao valorizar e investir no conhecimento coletivo a empresa obtém excelência em seus resultados

Como a tecnologia de LMS pode colaborar nesse processo?

O termo Learning Management System (LMS) traduzido para o português significa Sistema de Gestão de Aprendizagem. Trata-se de uma poderosa ferramenta de inovação e aperfeiçoamento do ensino a distância, que torna o processo de aprendizagem mais atrativo, dinâmico e acessível.

Na prática, a tecnologia de LMS é um software que traz diversas recursos que facilitam e muito o controle de cursos e treinamentos on-line, que são definidos de acordo com as necessidades de cada setor específico da organização. Ele permite personalizar, criar, organizar e praticar o conhecimento, além de centralizar, facilitar o monitoramento e o desenvolvimento das tarefas.

Ou seja, o LMS é uma solução simplificadora do processo de aprendizagem a distância. Com ele é possível acompanhar o desempenho da sua equipe em tempo real, monitorar quais atividades foram realizadas, registrar as notas e interagir com os profissionais cadastrados.

Para quem faz os cursos e treinamentos por essa plataforma on-line também há diversas vantagens, como conteúdos ricos que podem ser acessados a qualquer hora e em qualquer lugar, ferramentas de acompanhamento e avaliação de desempenho, mais comodidade, autonomia, motivação e flexibilidade para desenvolver suas tarefas.

A utilização dessa ferramenta trouxe muitos benefícios e mudou substancialmente a rotina de treinamentos de uma organização. Todo o processo foi consideravelmente facilitado e, por isso, as empresas que querem se manter no mercado competitivo precisam se adequar aos avanços que a tecnologia oferece. Afinal, com o LMS é possível otimizar a gestão do conhecimento, reduzindo os custos e promovendo a qualificação de seus colaboradores de forma simples e eficiente.

Vale ressaltar que a capacitação ideal para os colaboradores deve ser realizada em uma Plataforma de Treinamento, Desenvolvimento e Gestão de Performance, que ofereça diversas funcionalidades, e não apenas o LMS. Apesar de ser um recurso muito eficiente, utilizá-lo de forma isolada não é suficiente para garantir a eficiência do aprendizado.

Afinal, tão importante quanto a gestão do conhecimento é a gestão de performance, que é capaz de mensurar os resultados e implantar melhorias constantes nos processos. Dessa forma, é possível incorporar metodologias alinhadas às principais tendências globais, apoiando os indivíduos dentro das organizações na busca de resultados expressivos, avaliando o desempenho e aperfeiçoando continuamente as técnicas.

A MicroPower apresenta uma opção completa para a sua empresa referente à implementação da Gestão da Aprendizagem (e-Learning) aliada à Gestão de Performance em um único sistema. Ela oferece um conjunto de inovações e serviços que garantem a eficiência e o retorno significativo, como experiência e know-how para alinhar tecnologia, inovação e educação, tecnologia de última geração em seus sistemas, ferramentas em formato e-Learning e serviços técnicos.

Quais os principais benefícios da gestão do conhecimento?

Como foi possível perceber, a gestão do conhecimento tem muito a acrescentar em qualquer negócio. Por isso, listamos a seguir os seus principais benefícios. Acompanhe!

Facilidade no fluxo de trabalho

O fluxo de trabalho das empresas que implementam essa gestão na rotina corporativa é muito facilitado, já que os dados são centralizados e organizados. Assim, é possível que os serviços sejam desenvolvidos com mais agilidade, os erros e os problemas causados por desatualização e falha na comunicação são reduzidos.

Além disso, ao aplicar as novas técnicas aprendidas nos cursos e treinamentos, os processos internos são padronizados e melhorados, o que também afeta positivamente a fluidez do desenvolvimento das atividades.

Retenção de conhecimento

Com uma boa gestão do conhecimento, todos os aprendizados que foram gerados e adquiridos no processo passam a ser da organização como um todo, e não de um único profissional. Isso evita que a empresa fique vulnerável com a saída de um colaborador, por exemplo.

Investir no intelecto do capital humano de forma coletiva é a forma mais eficiente de reter o conhecimento, além de possibilitar o acesso a informações que vai contribuir não só para o crescimento dos indivíduos, como também de todas as áreas da empresa.

Acessibilidade melhorada

Outra grande vantagem dessa gestão é a acessibilidade que é consideravelmente aumentada, permitindo que todos os colaboradores, independentemente de suas condições físicas, tenham oportunidades de crescimento. Isso é vantajoso tanto para os profissionais como para a empresa, já que todo conhecimento adquirido por seus colaboradores reflete nos resultados alcançados.

Permitir que os profissionais se qualifiquem e oferecer oportunidades para todos também é um grande diferencial competitivo. E, fazer isso de forma simples, sem burocracias e grandes sacrifícios, como o caso da plataforma on-line, torna o processo de aprendizagem ainda melhor.

Mais eficiência

A implantação da gestão do conhecimento muda diversos aspectos no âmbito corporativo e traz diversas melhorias no dia a dia de trabalho, como a padronização dos processos, o compartilhamento das informações em tempo real, o gerenciamento eficaz das tarefas, o engajamento e a motivação da equipe.

Isso resulta em mais eficiência em todas as áreas da organização, pois todos os fatores estão diretamente ligados ao desempenho das atividades. Assim, é possível reduzir os erros e os custos, aumentar a produtividade e a competitividade de mercado.

Como visto, a gestão do conhecimento nada mais é que um conjunto de práticas que deve ser implementado a fim de administrar o conhecimento gerado dentro da empresa, seja por meios internos ou externos. Assim, a empresa consegue aperfeiçoar os seus processos constantemente, promover o seu progresso e obter vantagem competitiva. No entanto, é preciso muito planejamento e esforço para que seja de fato eficiente e vantajoso tanto para os colaboradores, como para o negócio.

Por isso, contar com uma empresa especializada é fundamental para que a implantação seja um sucesso, e também para escolher as ferramentas, cursos e treinamentos mais adequados para cada setor e função.

Gostou do nosso conteúdo? Ficou interessado em implantar a gestão do conhecimento no seu negócio? Entre em contato com nossos especialistas e conheça as nossas soluções!