A transformação digital revolucionou modelos de negócios dos mais diversos nichos de mercado. Dessa forma, surgiu também a liderança 4.0, que tem o objetivo de acompanhar as mudanças, conduzindo os gestores e líderes para o melhor desempenho nesse novo papel. Afinal, a tecnologia avançou tanto que hoje já contamos com robôs para atender a praticamente todo processo que possa ser automatizado.

Em plena era da era da inteligência artificial, o que se faz mais importante no papel de um líder? Ser capaz de entender o lado humano, gerenciando e promovendo treinamentos para o desenvolvimento pessoal, além de entender como equilibrar a tênue linha entre o digital e a gestão de pessoas.

Continue a leitura e descubra mais sobre a liderança 4.0, os requisitos para ser esse tipo de líder e suas vantagens.

Como surgiu a liderança 4.0?

A liderança 4.0 atende às mudanças da quarta onda da revolução industrial. A internet e a capacidade de automatização (além da grande inovação do aprendizado de máquinas, como a inteligência artificial associada ao machine learning) trouxe novas formas de acompanhar o universo corporativo.

Quase tudo é mensurável e existem tecnologias para acompanhar um enorme volume de dados. É possível ter análises com leituras e previsões concretas, gerando tomadas de decisão mais acertadas. Assim, surgem dois elementos: um foco maior nas pessoas, contribuindo para o empoderamento dos colaboradores, e mais flexibilidade no desenvolvimento de planejamento estratégico.

Quais são as competências esperadas por esse tipo de líder?

Para lidar com esse novo cenário, é fundamental estar a par das tecnologias. Nesse novo modelo de gestão, é importante que o líder acompanhe as novidades digitais e entenda como as ferramentas podem contribuir para o crescimento da empresa. Além disso, esse profissional estará em contato com mudanças constantemente e deve adquirir inteligência emocional para ter agilidade e eficiência nas decisões.

Com a transformação digital, passou a ser fundamental trabalhar as inteligências múltiplas e ser capaz de envolver a equipe, gerando excelentes índices de produtividade. Para isso, é preciso, também, entender como fazer uma boa gestão de performance. Entretanto, essas habilidades só terão efeito com uma boa comunicação, outra competência essencial nesse modelo de gestão.

Quais são os principais benefícios de aplicar a liderança 4.0?

Um dos principais motivos de adotar a liderança 4.0 é que ela ajuda a melhorar o clima organizacional. Afinal, trabalha-se com diversos pontos como a otimização da comunicação interna e a geração de autonomia para os colaboradores, impactando positivamente a qualidade de vida no trabalho. Além disso, um líder com esse perfil terá mais facilidade em envolver e motivar as equipes, criando um ambiente de colaboração.

Com a liderança 4.0, as empresas conseguem se preparar melhor para acompanhar a transformação digital, mantendo-se atualizadas e entendendo quais tendências são relevantes para promover melhorias na empresa. Além disso, essa gestão ajuda a valorizar o humano, fortalecendo a cultura da empresa e deixando o time mais sintonizado e colaborativo.

Gostou do texto? Então, confira nosso artigo sobre como garantir maior eficiência no treinamento de liderança e encontre a solução para capacitar novos líderes 4.0 na sua empresa!