O treinamento onboarding é indispensável para as empresas que buscam receber bem seus novos colaboradores. Não trata-se apenas de uma boa recepção, mas também de uma estratégia de produtividade e de retenção dos melhores talentos. Afinal, nada mais motivador para alguém que acaba de chegar do que se sentir bem-vindo e importante para a organização.

Apesar de ser muito importante para a fase de adaptação dos recém-contratados, tanto para a empresa quanto para os colaboradores, muitas instituições não conhecem esse tipo de treinamento e como ele pode simplificar esse processo de transição.

Pensando nisso, fizemos este post para que você entenda o que é treinamento onboarding, qual a sua importância, como implementá-lo e quais são os cinco principais exemplos para o seu negócio. Boa leitura!

O que é treinamento onboarding?

O termo onboarding, traduzido para o português, significa “embarcando”, e refere-se à fase de adaptação de recém-contratados em uma empresa. A ideia do treinamento é tornar esse processo de integração mais simples, confortável e acolhedor. Um bom início é essencial para que a equipe se mantenha motivada e entusiasmada em um emprego, e isso se torna ainda mais essencial no primeiro dia de trabalho.

A primeira impressão é, muitas vezes, a mais marcante e decisiva e, por isso, precisa ser boa. As práticas de onboarding consistem em apresentar de forma clara a cultura organizacional e estabelecer um vínculo entre os novos colaboradores e as atividades a serem desenvolvidas por eles, facilitando o processo de adaptação no novo trabalho.

Além disso, elas demonstram quais ações, competências, conhecimentos e comportamentos a empresa espera do novato, permitem um maior engajamento e produtividade, já que, ao ser bem tratado, acolhido e orientado sobre suas funções, o colaborador tem vontade de fazer o seu melhor pela organização.

Resumidamente, o treinamento onboarding tem como principal objetivo possibilitar que os novos trabalhadores sejam tão bem-sucedidos e eficientes quanto possível em suas novas atividades, em um curto período de tempo de adaptação. Ele deve ser implementado a partir do primeiro dia de trabalho dos novatos, e pode se estender durante o primeiro ano. Essa duração depende das funções a serem desenvolvidas pelo colaborador e dos objetivos da empresa.

Qual a sua importância?

A importância do treinamento onboarding vai muito além de tornar o processo de integração de novos colaboradores mais eficiente, pois ele também permite antecipar a produtividade esperada e aumenta as chances de os recém-contratados permanecerem na empresa por mais tempo. Com isso, além de atrair os melhores talentos, esse tipo de treinamento é um poderoso mecanismo para mantê-los.

Isso porque, ao entrar em uma nova empresa que oferece o treinamento onboarding, os colaboradores conseguem ter clareza das suas responsabilidades e das expectativas da organização, conhecem as missões e valores do seu ambiente de trabalho, constroem relações mais sólidas de forma mais rápida e eficaz, conseguem assimilar melhor as informações e encontram todas as orientações necessárias para o seu bom desempenho.

Como implementá-lo?

Há diversas formas de implementar o treinamento onboarding em uma empresa. Uma das mais simples e eficientes é por meio de e-Learning. Trata-se de uma modalidade de ensino a distância que torna possível a autoaprendizagem. Os conteúdos são disponibilizados pela internet, por meio de uma plataforma digital ou outro tipo de suporte tecnológico, e podem ser acessados a qualquer hora e de qualquer lugar.

Essa metodologia de ensino traz diversas vantagens para o dia a dia do colaborador. Entre as principais, podemos citar a flexibilidade de tempo e espaço, que permite ao usuário estudar quando e onde quiser, aumentando consideravelmente o envolvimento não apenas no treinamento onboarding, mas em qualquer outro treinamento empresarial.

A princípio, a empresa precisa investir em uma plataforma para realizar a integração on-line dos novos colaboradores. Isso pode ser uma ótima estratégia, já que o bom desempenho dos trabalhadores não se resume às práticas de onboarding, pois o processo de capacitação é constante e envolve diversos outros tipos de treinamentos. E o melhor é que todos eles podem ser oferecidos por meio da mesma plataforma.

Quais os principais?

Há vários exemplos de treinamento onboarding. Selecionamentos alguns dos principais. Acompanhe!

Manual para novos colaboradores

Desenvolver uma espécie de manual de instruções para os novos colaboradores é uma forma simples e eficaz de aplicar o treinamento onboarding. Nele, devem constar as tarefas a serem executadas e as orientações necessárias para o primeiro dia de trabalho. Também deve incluir o nome dos outros colaboradores da equipe, para que seja possível se familiarizar e construir relações.

Mentores

Disponibilizar um mentor para orientar os novos colaboradores nos primeiros momentos é uma forma de fazer com que eles se sintam seguros e acolhidos desde o seu primeiro dia de trabalho. Além disso, a presença do mentor também aumenta o nível de confiança, deixando os novatos mais à vontade para compartilhar ideias.

Plataforma de ensinos a distância (EAD)

Esse mecanismo além de ser muito eficiente, reduz os custos da empresa com os treinamentos. O acesso é facilitado, os colaboradores podem ser capacitados de qualquer lugar do mundo, a empresa poupa gastos com passagem e hospedagem e otimiza o tempo dos trabalhadores veteranos na adaptação dos recém-contratados.

Conhecer os líderes

É importante que os novos colaboradores conheçam todos os trabalhadores da empresa, incluindo os líderes, gestores e executivos. Isso faz com que eles se sintam importantes, e a empresa demonstra respeito com todos os níveis hierárquicos.

Cultura organizacional

Apresentar a instituição, incluindo seus princípios, missões e valores, é fundamental para a integração dos novos colaboradores. Assim, eles se sentirão mais instruídos e adaptados e, consequentemente, serão mais produtivos e engajados com a equipe.

Como visto, o treinamento onboarding é muito importante e pode trazer diversos benefícios para um negócio. Entre os principais, podemos citar a melhor integração do novo colaborador ao time, que diminui o desconforto, aumenta a motivação e melhora o clima organizacional, retenção dos melhores talentos, já que eles tendem a permanecer onde se sentem valorizados e redução da rotatividade, pois conhecer o dia a dia de trabalho facilita a adaptação e reduz as chances de desistência.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais e permita que seus amigos conheçam o treinamento onboarding.