São muitos os tipos de avaliação de desempenho, mas todos eles têm como principal objetivo analisar a performance dos colaboradores em um determinado período de tempo. Isso se torna muito vantajoso para uma empresa que busca potencializar os seus resultados, pois é uma das melhores estratégias para alinhar os seus objetivos com a equipe, promovendo desenvolvimento, motivação e engajamento.

Pensando nisso, fizemos este post para que você conheça os 5 principais tipos de avaliação de desempenho. Confira!

1. Avaliação pelo modelo Kirkpatrick

Criado nos Estados Unidos pelo professor Donald L. Kirkpatrick, esse modelo foi considerado o primeiro método de avaliação de aprendizagem do mundo, voltado para treinamentos corporativos. Ele foi constantemente aperfeiçoado e, por isso, ainda é um dos mais adotados pelas empresas para analisar a eficiência de seus programas de capacitação.

Esse método consiste em quatro níveis de avaliação:

  • Reação: como o colaborador se sente com o treinamento
  • Aprendizagem: quão proveitoso é o conteúdo abordado
  • Comportamento: como é aplicado no dia a dia de trabalho
  • Resultados: qual o retorno para a empresa

2. Autoavaliação

Como o próprio nome diz, nesse método, o colaborador faz uma autoanálise, refletindo sobre o seu desempenho durante o período determinado. É muito importante que essa autoavaliação seja feita de forma sincera e honesta, para que os pontos fortes e fracos sejam identificados corretamente.

Dessa forma, tanto a empresa como os colaboradores têm uma ótima oportunidade de crescimento, em que as potencialidades são mantidas e as fraquezas trabalhadas para a evolução de todos.

3. Avaliação por competências

Esse tipo de avaliação de desempenho analisa as habilidades profissionais, como inteligência, capacidade de resolver problemas do dia a dia, atitude, comunicação e engajamento dos colaboradores. A partir disso, é possível identificar quais competências estão sendo atendidas para determinado cargo ou função e quais precisam ser aperfeiçoadas.

Conhecer as qualidades e dificuldades da equipe permite ter um panorama completo do capital humano, possibilitando a implementação de estratégias a fim de alcançar os melhores resultados possíveis.

4. Avaliação da equipe

Trata-se de um método muito semelhante à autoavaliação. A diferença é que, dessa vez, toda a equipe é envolvida no processo, ou seja, todos participam para analisar os resultados apresentados e identificar o que precisa ser aperfeiçoado.

Enquanto a autoavaliação busca o desenvolvimento pessoal do colaborador, a avaliação da equipe busca melhorar a performance de todo o time. Assim, é possível ajustar os pontos fracos e fortes de todos, além de melhorar o fluxo de trabalho e a comunicação.

5. Avaliação 360 graus

Essa avaliação é feita por todos aqueles que mantêm algum contato com o colaborador avaliado, como gerente, colegas e, até mesmo, clientes e fornecedores. Ela está menos sujeita às influências artificiais e opiniões pessoais, já que é feita sob uma perspectiva mais equilibrada e diversificada. Com ela, é possível identificar as habilidades, atitudes, pontos fracos e fortes, além de traçar o perfil comportamental dos colaboradores.

Como visto, os principais tipos de avaliação de desempenho apresentam metodologias diferentes, e a escolha depende dos objetivos e particularidades de cada empresa. É possível analisar qual o mais adequado em cada momento e adotar mais de um tipo. Com isso, a empresa consegue mensurar e avaliar os seus resultados com mais exatidão e, a partir deles, fazer melhorias constantes.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Quer saber mais sobre esse assunto? Confira o nosso artigo e saiba como implementar processos para garantir o desempenho de sua equipe.