O RH é um dos departamentos mais importantes de uma empresa, pois sua atuação impacta todos os profissionais e os resultados do negócio. Estabelecer uma cultura orientada a dados nesse setor é uma forma de torná-lo mais estratégico, otimizando os processos.

Muitas vezes, as atividades são conduzidas de forma automática, sem uma análise profunda sobre a eficiência dos processos. Alguns indicadores podem demonstrar erros e acertos, contribuindo para mudanças que serão positivas para a organização.

Neste artigo, vamos entender o que é cultura orientada a dados e como implementá-la em seu RH. Continue a leitura!

O que é cultura orientada a dados?

A cultura orientada a dados, também conhecida como Data Driven, consiste na utilização inteligente das informações. O objetivo é que sejam o centro do planejamento estratégico, direcionando as tomadas de decisões da organização.

Desse modo, todas as informações relevantes são utilizadas pela empresa com o objetivo de ganhar mais competitividade. Elas contribuem na identificação de problemas, na construção de ideias inovadoras e ajudam a obter uma percepção melhor sobre as tendências do mercado.

Investir nessa área traz diversos benefícios para a empresa, como redução de custos, decisões assertivas, otimização dos processos e segmentação dos clientes. Além disso, essa estratégia oferece informações relevantes para o planejamento do futuro do negócio, facilitando a tomada de decisão.

Como ter uma cultura orientada a dados no RH?

 

 

Algumas práticas contribuem para implementar essa estratégia no RH da sua organização. Confira nossas dicas!

Defina os objetivos da estratégia

Implementar essa estratégia não significa analisar todos os dados possíveis. Para que ela seja eficiente, é fundamental definir os objetivos. Fazer um diagnóstico dos problemas da organização é uma forma de descobrir quais são as prioridades e o que precisa ser feito.

Mapeie os dados necessários

Depois de definir os objetivos, é fundamental separar somente os dados que serão necessários. Quando esse processo não é feito, a empresa pode sofrer com a sobrecarga de informações irrelevantes, o que provoca a ineficiência operacional.

Determine os indicadores

Nenhum dado será analisado corretamente se mensurar um processo que não faz sentido. Portanto, é essencial definir o escopo dos seus processos de RH, ou seja, o que deve ser feito para que o valor de determinada atividade seja entregue à organização.

Cruze as informações

Depois de recolher os dados, é fundamental cruzar as informações para que elas tragam aplicações ao negócio. É preciso fazer relação entre esses indicadores e outras atividades importantes, como produtividade, resultados e qualidade dos processos.

Invista em treinamento

Para que a equipe esteja preparada para atuar dessa forma, também é fundamental investir em treinamento. É preciso ensinar os profissionais a trabalhar com os dados de forma inteligente, oferecendo o preparo necessário para lidar com essas informações e otimizar os processos.

Neste artigo, vimos como a cultura orientada a dados no RH é relevante para melhorar os processos desse setor. Por meio dessa estratégia, a empresa consegue avaliar o desempenho desse departamento e outras áreas, sendo capaz de propor melhorias necessárias, por meio desses indicadores, e otimizar os resultados.

Gostou de conhecer mais sobre esse assunto? Então, aproveite para conhecer o MicroPower Performa e veja como contribuir no treinamento da sua equipe de RH!

Saiba como realizar a Gestão do Conhecimento em sua organização
ebook_amarelo